sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Entrevista: Emerson Dantas e Pimenta (Herói)



Caro amigo, 

Hoje tem uma matéria muito legal! Nosso parceiro Emerson Dantas, autor do livro Herói, topou que fizéssemos uma entrevista!
E é com muito prazer que eu publico hoje! Espero que goste e se interesse ainda mais pelo livro!

Saiba mais sobre o livro aqui
Leia a resenha aqui

O1) Desde quanto você está no mundo da literatura? Como começou o amor por livro? Alguém, na sua família, no seu meio, te incentivou/inspirou na leitura?

R: Eu leio desde novinho. Como minha mãe é professora, eu sempre tive acesso e mais facilidade de encontrar livros. Então era molecote e já lia aquela série “Os Pingos”, contos de fadas em geral, “Bruxa Onilda”, adorava o livro do “Mogli”, até fiz uma fanfic do Mogli na cidade grande(Risos). Quanto ao amor, acho que foi meio que como todo amor acontece. Do nada, quando você percebe, já tá amando. Mas eu tenho um incidente que me marcou muito na minha vida de leitor, que foi quando li “Dom Casmurro” na sexta série, e quando fechei o livro e percebi que ia ter que conviver o resto da vida com aquela dúvida na cabeça na cabeça. Isso me mostrou todo o poder que um escritor pode ter. 
O2) Todos nós temos um livro que nunca iremos esquecer. Qual é o seu?
R: Tenho vários livros que nunca esquecerei, não tem como citar só um. Entre eles tem “Dom Casmurro”, por causa do incidente citado acima, e de onde veio toda a minha devoção pela mitologia criada em volta da personagem Capitu. Tem “A Sombra do vento” que é um livro que realmente me arrebatou. A série “Harry Potter" também é muito marcante pra mim. Dentre outros. 
O3) E seu autor favorito?
R: Eu realmente sou muito fã do Carlos Ruiz Zafón, brinco até que quando crescer quero ser como ele. Acho que se ele escrevesse panfleto de político, eu leria (Risos).
O4) Como ou o que te fez pensar que poderia escrever um livro? Digo, sempre teve o amor pela escrita?
R: Apesar de sempre ler, eu nunca tinha parado pra pensar em escrever. Eu sempre fui muito criativo, então desde pequeno eu tinha meu próprio mangá (Risos), e queria mesmo ter minha HQ, mas desisti do desenho, que realmente é uma arte que não é pra mim. Exige certa disciplina que eu nunca tive, e envolve matemática, proporção, coisas que pra mim são difíceis. Dai estava com uma ideia bacana na cabeça, escrevi um conto, e gostei muito. E não parei mais.
O5) Tem alguma ideia principal que você quer que o leitor perceba após ler “Herói”?
R: Eu quero muito que todos os leitores captem a ideia de metáfora que o livro traz. Todo jovem, mesmo com suas peculiaridades, é meio Eric.
O6) Inspirou em alguém para criar algum personagem? Caso confirme, qual?
R:Nossa, inspirei-me em muitas pessoas. Famosos, personagens de séries/filmes/livros, amigos, colegas, conhecidos. Cada personagem meu é um misto de características que eu fui captando e montando da melhor maneira.
O7) Após publicado o livro, o que mudou na sua vida? O reconhecimento, a admiração, foram perceptíveis? E depois do terminar a escrita, como foi saber que teria, enfim, um livro publicado?
R: Na verdade não mudou muita coisa não, e nem percebi grande admiração. Sou bastante tímido, então quase não falo do livro com ninguém. E quando alguém pergunta eu meio que arrumo um jeito de desconversar. É estranho (Risos). E Herói não foi minha primeira publicação. Publiquei meu primeiro conto em uma antologia em 2009, e a partir daí foram mais doze. Então as pessoas meio que já sabiam que eu escrevia, então com a vinda de “Herói”, não houve grandes mudanças.
Como eu disse, eu já havia publicado anteriormente, então não fiquei muito eufórico, na verdade fiquei preocupado. Queria que tudo saísse perfeito, aquela ansiedade louca, pensando que ninguém ia gostar, mas agora estou bastante satisfeito, mesmo com alguns deslizes, e aqueles errinhos de edição chatos, tenho realmente gostado do feedback.
O8) Já recebeu algum comentário desagradável ou inusitado sobre o livro?
R: Graças a Deus ainda não, sobre a história só elogios. Porém algumas pessoas não gostaram muito da capa, mas faço coro à máxima que diz: NÃO JULGUE UM LIVRO PELA CAPA!
O9) Muita gente fala que, por mais que o autor evite, sempre inclui sua personalidade em algum personagem. Considera que algum personagem possui alguma característica sua? Qual?
R:Agora imagine um autor de 18 anos, muito imaturo, e escrevendo seu primeiro romance (Risos). É impossível dizer que não existe muito do meu ‘Eu’ adolescente no Eric. Nós vivíamos praticamente os mesmos conflitos, temos o mesmo temperamento. Mas, curiosamente, eu acabei por repartir um pouco da minha personalidade com o personagem Pedro também.
1O)  Se pudesse escolher uma pessoa importante/famosa pra ler “Herói”, quem seria?
R: Queria que o Zafón o lesse.
11)O blog Mundo em Cartas, como percebe, é recente e o público vem crescendo com o tempo. Um fato curioso é que, as publicações sobre o livro “Herói” foram as mais vistas e as que mais renderam e atraíram público no blog. Devo agradecer. Já no cenário literário brasileiro, os livros nacionais não têm muito espaço e os autores sofrem com trabalho de divulgação, às vezes, pouco retorno e até mesmo críticas pré conceituadas.  O que você pensa sobre isso?
R:Infelizmente,você só disse verdades. Nossas livrarias são dominadas por literatura estrangeira e pelas grandes editoras. É muito difícil competir. E dificulta muito paraas pessoas terem acesso a outros tipos de literatura. Mas eu vislumbro uma luz no fim do túnel, tem muita editora grande abrindo espaço para novos talentos do nosso país, e muitos leitores e blogueiros que se preocupam em mostrar que também produzimos livros de qualidade. Então logo logo estaremos juntos aos gringos nas prateleiras do Brasil, porque quanto mais livros melhor. 


12) É dito no final do livro que terá continuação. O que você já pode adiantar pra gente sobre o novo projeto?
R: Bem, posso adiantar que teremos a inversão da moeda, Elli vai para o mundo de Eric, então não teremos muito destaque nos personagens do primeiro livro, e no Reino de Asterion; Mas vamos conhecer um pouco mais sobre a vida de Eric aqui, como ele tem vivido após o ‘incidente’, e também destacaremos mais os amigos dele. Mas garanto que não faltará aventuras, lutas, romances, reviravoltas, algumas repostas, e muitos novos mistérios.
13)A equipe do blog se conheceu através de trocas de cartas pelo correio. Assim tivemos a ideia geral do blog. Sabemos que essa atividade vem diminuindo cada vez mais devido às novas tecnologias no meio de comunicação. Você já utilizou ou ainda utiliza cartas como meio de comunicação?  
R: Cara, eu já mandei cartas sim, inclusive recentemente para alguns leitores, mas devo admitir que nunca recebi nenhuma pelo correio, nem é um comportamento de praxe meu
Agora aquela famosa série de perguntas rápidas:

14) Um livro que você não leria: 50 tons de cinxa, mas por preguiça mesmo. (risos)
15) Um livro pro mundo todo ler: Herói, #brincks, A sombra do vendo - Carlos Ruiz Zafón
16) Uma pessoa que te inspira:Chico Xavier
17) Uma banda/cantor: Skank
18) Uma música: Far Away - Nickelback
19) Um filme: Donnie Darko 
20) Um(a) ator(atriz): Keanu Reeves
21)Elli ou Lori? Sacanagem, é como pedir para um pai escolher entre uma das filhas 
(Risos)
22) Bolacha ou biscoito? Bolachaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, Always!!!
23)Uma mensagem final aos leitores e por que ler o seu livro?
R: Senhores, senhoras, primeiramente, obrigado por terem chegado até esta pergunta. A quem já leu, meu imenso obrigado. Prometo me esforçar ao máximo para escrever um segundo livro ainda melhor. E aos que ainda não tiveram a oportunidade,leiam ‘Herói’, tenho certeza que na pior das hipóteses vocês o acharão ‘divertidinho’. Sério, escrevi um livro que eu gostaria de ler, eu olha que eu sou um cara difícil de se agradar (risos), ou não. Garanto que acharão ação, romance, aventuras, mistérios. Tem espaço pra mil teorias. É um passatempo de primeira! Além de que é fininho, e é barato, e tem frete grátis pra todo o Brasil, e os marcadores são legais, e é um livro bunitinho... No mais, leiam, sem pretensão demais, apenas para se divertirem.
Aproveito também para agradecer ao Blog, em especial ao Markus, primeiro pela oportunidade, segundo pela ótima resenha, e terceiro, em nome de todos os escritores brasileiros, pela atenção especial que sei quetêm com estes. Desejo-lhes, de coração, muito sucesso, e muita paz.
Abração, com carinho, Ems.

Foto exclusiva! (haha)

Emerson,  muito obrigado pela disponibilidade em responder as minhas perguntas! Desejo, novamente, muito sucesso com o livro, muita criatividade pra novos trabalhos e que a sorte esteja sempre a seu favor! Um abraço ! Obrigado, cara!


Att,
Markus A.




20 comentários:

  1. Ain ele é muito , muito fofo :)

    Por coincidência eu estava justamente ouvindo Far Away agora mesmo *-* Também gosto muito do ator Keanu Reeves e não só por Matrix é claro kkkk

    Gostei muito da entrevista e acho meio que impossível de não ter uma partezinha que seja do autor em algum dos personagens né :)

    Abraços Markus , sucesso pra o blog e pra o autor também :)

    Carolina Aragão | dezenove--primaveras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Grande Markus, sabe que eh um prazer para mim estar aqui nas paginas do Mundo em cartas, ne? Obrigado mais uma vez, foi ótima a entrevista. :)

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carol! Qoe coincidência hein?! kkkk
    Obrigado pela visita! Abraçoo!

    ResponderExcluir
  4. @Carolina, moça de muito bom gosto, hein ^^!!

    ResponderExcluir
  5. Ems ' Valeu cara! Ah ficou ótima pelas respostas >_< kkkkk Muito obrigado ! \o/

    ResponderExcluir
  6. Aah, só lembrando que estamos sorteando um exemplar autografado + 5 marcadores na page do livro, viu? Segue o link: http://migre.me/lB1aq . Abraçoo

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Emerson!!! Sucesso, você merece muito, livro perfeito!! :)

    ResponderExcluir
  8. Olá Markus,
    Entrevista bem completa, parabéns! Também sou parceira do Emerson e estou lendo o livro dele atualmente! Um autor muito gente boa e através dessa entrevista vi que tenho muitas características em comum com ele também. Nunca li nenhum livro do autor preferido dele, Carlos Ruiz Zafón, mas do jeito que ele elogiou fiquei com muita vontade.

    Beijos,
    http://misssorrisos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Manu! Obrigado!
    AAAH O livro é muito bom <3
    Também fiquei com vontade de ler Zafón!
    Bjoos

    ResponderExcluir
  10. Amei, agora só falta eu ler o livro!

    ResponderExcluir
  11. Que legal essa entrevista! Também amei Dom Casmurro! E gostei muito da capa de Herói *-*
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nossa baca a entrevista, parabéns ao pela parceria que já notei que não é ressente,e parabéns para o escritor que ta ganhado cada vez mais leitores. E sucesso para ambos.

    Bjo

    ResponderExcluir
  13. o Emerson além de ser super dedicado, é muito querido e atencioso. Conheci ele quando estava à caça de alguém para me dizer sobre a editora Buriti, e essa amizade, mesmo que Virtual, ficou! Eu só acho que ele tem que sair sim, bradando seu livro por aí, porque ele é muito fofo..hahaha! Percebo que ele é exatamente igualzinho ao Eric.. rs :)

    ResponderExcluir
  14. O legal é que todos que conhecem o Emerson, falam a mesma coisa! Dedicação, Atenção, ótimo autor, etc! Sinal que ninguém ta sendo apenas educado!
    Obrigado pelas visitas XD

    ResponderExcluir
  15. Oiii Markus. Adorei a entrevista. Adorei conhecer esse autor tao novinho e que parece ser muito talentoso. Jah q e baratinho e com frete gratis e vem marcador, kkkk e e nacional, vou dar uma procurada!!!! Bjs
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?
    Parabéns pela entrevista, gostei bastante e estou curiosa para ler o livro dele. Mais 1 pro time da bolachaaaaaaaa kkkkk. Bjus!!
    http://www.magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Adorei a entrevista, Parabéns aos dois, primeiro para você, Markus pelas perguntas e para você, Emerson pelas respostas!!!

    ResponderExcluir
  18. Olá! Tudo bom?
    Gosto muito de entrevistas porque temos ai a oportunidade de nos aproximarmos do autor e perceber que ele é tão humano quanto nós, não é mesmo? O livro é novidade para mim, estou descobrindo aqui e assim que ler a entrevista vou ir atrás para saber um pouco mais sobre ele.
    Tendo uma mãe como professora, ele adentrou com certeza o mundo da leitura bem cedo e ainda com uma fonte ilimitada de livros, que sonho. Acho que muitos escritores nunca imaginaram estar no lugar que estão agora, com um livro publicado, pessoas lendo e críticas sobre o mesmo. Gostei muito das suas perguntas e principalmente das respostas do autor, ele me parece ser uma pessoa muito carismática, calma e tenho certeza o que o livro é ótimo. Parabéns por dar esse incentivo para ele!

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  19. Adorei, não tem nada melhor do que conhecer um pouco dos pensamentos dos autores que escreveram um livro incrível né? *-*
    http://estantedorefugio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Obrigado pelas visitas, galera! Fico muito feliz que tenham gostado da entrevista!
    Abraçoos!! Voltem sempre XD *_*

    ResponderExcluir